E VOCÊ, JÁ FEZ UMA BOA FAXINA NA SUA VIDA?

Meninas achei essa artigo muito interessante é resolver reproduzir porque serve para mulheres de todas as idades não só as mais experientes rsrs ou meia idade prefiro falar meninas experientes.

Então vamos ao artigo:

A liberdade é o segredo do estar bem no mundo

Muitas das pessoas na meia idade que lerem este artigo da antropóloga Mirian Goldenberg vão se reconhecer. É normal que na maturidade queiramos mudar, deixar para trás tudo que carregamos a vida inteira e já não nos serve mais – ao contrário, está nos aborrecendo. O tempo passando como um cometa e a sensação de que não dá mais para desperdiça-lo são fundamentais em muitas das decisões de mudar. Não dá mais tempo para se gastar com bobagens, com questiúnculas, já que temos toda a liberdade a nossa disposição. É disso que trata este artigo de Mirian Goldenberg, publicado pela Folha de São Paulo.

Não deixe de ler:

Tenho observado um fenômeno interessante: mulheres que decidem fazer uma verdadeira faxina nas suas vidas. O processo começa com uma insatisfação difusa e um enorme desejo de mudar, limpar, simplificar. Algumas desfazem amizades, como uma professora de 49 anos: “Tinha uma amiga de infância que sempre me criticou e me botava para baixo. Resolvi deletar da minha vida todas as pessoas destrutivas, inclusive velhas amigas. Estou finalmente livre da energia negativa delas. Foi uma verdadeira faxina existencial.”

Outras mudam a forma de viver, como uma jornalista de 51 anos: “Eu morava em um apartamento de quatro quartos, cheio de coisas que acumulei na vida. Não conseguia me desapegar por razões afetivas: casaco que ganhei do meu pai, echarpe da minha mãe, CDs do ex-marido. Mudei para um conjugado e dei 80% das minhas coisas: sapatos, bolsas, roupas lindas, muitas ainda com a etiqueta. Minha vida ficou mais simples, mais leve e muito mais gostosa.”

Outras são mais radicais, como uma médica de 58 anos: “Estava no auge da minha profissão, ganhando muito dinheiro e sendo convidada para congressos. Depois de décadas focada na minha carreira, cheguei ao limite. Odeio viajar, não gosto das pessoas arrogantes que encontro nesses eventos, cansei de sorrir e de dar beijinhos em gente chata. Larguei tudo e estou estudando filosofia. Quero curtir a vida do meu jeito: ler livros, ver filmes, ter tempo para fazer o que eu gosto. Foi uma revolução”.

Em todos os depoimentos aparece a decisão de usar o tempo de uma forma mais prazerosa, investir nos próprios desejos, jogar fora o que é excessivo ou não serve mais, mesmo que tenha sido algo importante em outra fase de vida. É uma sensação de urgência, de basta, de recomeço.

Uma advogada de 63 anos mostra que o tempo é um capital: “Chega de desperdiçar a vida pensando em dinheiro, prestígio, poder. Chega de perder tempo com gente babaca. O tempo é uma riqueza. Aprendi a dizer não (sem culpa) para tudo o que me faz mal. E a dizer sim (com prazer) só para o que é realmente importante. Parece fácil, mas levei 60 anos para descobrir que a liberdade é o segredo da minha felicidade”.
Fonte 50 e Mais vida adulta inteligente
E você? Já fez (ou precisa fazer) uma faxina na sua vida?

20140508-154326.jpg

Foto: Israel Silva.

Eu amei e vocês? Deixe um recadinho ou sugestão vou amar!!

Beijos e até a próxima.

Sandrinha.

Anúncios

Obrigada pelo seu comentário.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s